She Wolves – Matilda e a Anarquia

Origem

A primeira mulher na história a ser reconhecida como uma She Wolf foi a Imperatriz Matilda, a Senhora dos Ingleses, filha do Rei Henry I e neta de William, o Conquistador.

Ela foi mandada para a Germânia ainda criança, prometida em casamento ao imperador Henry V, tornando-se, anos mais tarde, imperatriz do Sacro-Império Romano-Germânico, em nome do qual administrou sozinha a Itália por 2 anos.

O casal nunca teve filhos e, com a morte do imperador, Matilda perdeu a coroa para o rival político, Lotário II.

Enquanto isso na Inglaterra, em 1120 seu irmão mais novo morre no naufrágio do Barco Branco, deixando o império inglês sem herdeiros ao trono.

Alianças e Sucessão

Para resolver a situação, Henry I chama a filha de volta à sua terra natal para casá-la com Godofredo de Anjou.

Godofredo era tradicionalmente um inimigo político da Normandia, mas era também detentor de grande quantia de terras, configurando uma ação estratégica de Henry I para proteger o trono inglês e expandir seus domínios.

A decisão, porém, não foi bem vista pela sociedade inglesa e, para garantir que Matilda chegasse ao trono, o rei realizou 2 tribunais exigindo o juramento de respeito ao compromisso de coroar sua filha, juramento esse que não conseguiu ser maior que a oposição dos barões a Godofredo.

Com a morte de Henry I em 1135, Stephen de Blois tomou o poder das mãos de Godofredo. Stephen era sobrinho de Henry I e tinha o apoio da Igreja Católica.

Matilda não se deu por vencida, invadiu a Inglaterra e lutou por 3 anos contra seu primo, conseguindo capturá-lo e aprisioná-lo em 1141.

Ainda assim, a Inglaterra não sucumbiu à ideia de ter uma mulher como rainha regente, fazendo com que Matilda tivesse que recuar, mas nunca parar de lutar.

Matilda da Inglaterra, Senhora dos Ingleses
Matilda da Inglaterra, Senhora dos Ingleses

Em uma das batalhas, seu meio-irmão foi capturado e Matilda teve que liberar Stephen para salvá-lo. O castelo onde estavam foi cercado, mas mesmo assim, ela conseguiu fugir no meio da madrugada, salvando-se.

O poder ficou então dividido entre Matilda, Stephen e barões locais.

Anos mais tarde, Matilda conseguiu fazer com que seu filho, Henry II, chegasse a um acordo com Stephen, sucedendo-o no poder, iniciando a Dinastia Plantageneta, que ficaria por quase 300 anos no comando da Inglaterra.

Matilda ocupou-se do governo da Normandia pelo resto da vida, representando seu filho no trono inglês como Rainha-Mãe quando necessário, sempre lhe dando suporte e o guiando politicamente.

Matilda e A Anarquia

A sequência de disputas pelo poder originou uma guerra civil que ficou conhecida como A Anarquia e o governo de Stephen foi descrito na Crônica Anglo-Saxônica através do seguinte relato:

“Nos dias desse Rei não havia nada, apenas conflitos, maldade e pilhagem, rapidamente os grandes homens que eram traidores se ergueram contra ele. Quando os traidores viram que Estevão (Stephen) era bem humorado, gentil e fácil de lidar, que não infligia punições, então eles cometeram todo tipo de crimes horríveis. … E assim isso durou dezenove anos, enquanto Estevão foi Rei, até que a terra estava toda abandonada e manchada por causa desses atos e os homens diziam abertamente que Cristo e seus anjos dormiam.” 

Stephen de Blois
Stephen de Blois

O trecho e as repetidas falhas de Stephen deixam claro que ele era um líder fraco e não tinha as qualificações para o cargo, mas mesmo assim foi preferido pela sociedade inglesa, que não podia aceitar ser governado por sua herdeira legítima que provou merecer o posto lutando e vencendo estrategicamente, sendo seu único pecado ter nascido mulher.

Em resumo, a coroa inglesa foi negada a Matilda, mas ela superou seus inimigos e conseguiu governar o império inglês e instaurar uma nova Casa à Coroa Inglesa, iniciada por seus herdeiros e consolidada por seu povo, consagrando-se como uma das mais importantes dinastias da Inglaterra.

Mesmo sem nunca ter sido coroada, Matilda é conhecida como Senhora dos Ingleses. No seu túmulo, há a inscrição:

“Grande por nascimento, maior por casamento e ainda mais grandiosa por maternindade: aqui jaz Matilda, filha, esposa e mãe de Henriques”

 

Anterior: She Wolves                                                            Próximo: Eleanor de Aquitania

Fontes

As imagens possuem links para suas respectivas fontes.

Entre as fontes usadas para a elaboração do texto estão:

UFCG I e II

Abaciente

Os Plantagenetas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *